terça-feira, 23 de abril de 2019

Duas Palestras na EMEF Santos Dumont


O Projeto Escola, do Grupo de Voluntários do Greenpeace de Porto Alegre, esteve nesta terça-feira (23.04.19) na Escola Municipal de Ensino Fundamental Santos Dumont, em Canoas, RS para realizar duas palestras para alunos dos anos finais do ensino fundamental.


O primeiro encontro ocorreu das 9h às 9h50 e contou com a presença de 70 alunos e 3 professores. A segunda palestra ocorreu das 10h35 às 11h30 com a presença de 75 alunos e 4 professores. A palestra Os Desafios das Mudanças Climáticas foi apresentada pelo integrante do Projeto Escola, Valdeci C de Souza .

Fotos: Rosângela Perroco

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Palestra no Colégio Luterano Concórdia



Na companhia da representante da Diretoria de Educação e Preservação Ambiental de Canoas, Sra. Rosângela K. Perroco, o Grupo de Voluntários do Greenpeace de Porto Alegre esteve, nesta quinta-feira (18.04.19), no Colégio Luterano Concórdia, em Canoas, RS para ministrar a palestra "Os Desafios das Mudanças Climáticas" para os alunos do ensino médio. 




O evento ocorreu das 10h30 às 11h50 e contou com a participação de 70 alunos e 4 professores. Os temas abordados no encontro pelo palestrante do Projeto Escola, Sr. Valdeci C de Souza, foram: Aquecimento global, gases do efeito estufa, consumo responsável, sustentabilidade, pegada ecológica e campanhas do Greenpeace no Brasil e no mundo. 



Texto: Valdeci C de Souza
Fotos: Rosângela K. Perroco 

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Greenpeace Porto Alegre na OAB

Na última quinta feira, dia 11 de abril de 2019, os voluntários do Greenpeace Porto Alegre, a convite da Comissão de Relações Internacionais (CERIIM), compareceram na Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Rio Grande do Sul. 

O objetivo do convite era estreitar relações entre a as duas organizações para, juntos, proporem melhorias para o planeta. 

Para tanto, os voluntários acompanharam a primeira reunião anual da comissão, cuja pauta era constituída de três assuntos: 

A imigração dos Venezuelanos em terras brasileiras, a visita do atual presidente do Brasil aos Estados Unidos e a imigração de estrangeiros na Europa. 


Voluntárias Gloria, Luciele e Francielle
Sobre o primeiro tema, a comissão contou com o relato do advogado designado para a ONU. O profissional ficou meses em terras amazônicas, mais precisamente em Roraima (RO), local de grande entrada de imigrantes venezuelanos. 

Relatou que nunca havia visto em sua vida algo tão triste.

A miséria é tamanha que não atinge apenas os imigrantes mas também a população brasileira local. As crianças são tão desidratadas que a chorarem não saem lágrimas.

Rodrigo Prestes, presidente CERIIM
Devido à falta de árvores e em meio a tanta pobreza, as pessoas andam pelas ruas, sem sombra numa temperatura de 40°, como se fossem zumbis

Faltam hospitais, médicos e recursos dos mais diversos que se possa imaginar. A policia civil há 7 anos está com o telefone cortado. Tudo isso se dá, segundo o profissional, pelo desvio de dinheiro público. 


Várias organizações internacionais como a ONU mulheres, ACNUR, bem como a pastoral universitária e as empresas aéreas GOL e AZUL, numa parceria com a OAB, estão prestando assistência jurídica e psicossocial a essas pessoas. 

voluntários Francielle, Emerson e Diego
Com relação à visita do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, aos Estados Unidos, a OAB expressou sua preocupação já que foi prometida a exploração da Amazônia sem prévio anúncio e concordância da população, em especial através de consulta às entidades que a representam. 

Quanto ao terceiro tema da pauta, a OAB  disse também ser preocupante, pois o continente europeu, especialmente a Inglaterra, não deixa dúvidas quanto a condutas discriminatórias e preconceituosas,  já que o convênio de imigração é exclusivo entre os europeus, não se estendendo aos países latino americanos e demais continentes do mundo. 


Além dos temas da pauta, ficou estabelecido que a OAB entraria em contato com a OAI (Ordem dos Advogados do Irã) em solidariedade à advogada que foi condenada a 38 anos de prisão e 148 chibatadas por defender os direitos das mulheres iranianas.  



Por fim, o Greenpeace Porto Alegre distribuiu seu material sobre as campanhas que tem realizado em prol da conservação do planeta.

Texto: Luciele de Souza
Fotos: Emerson Prates e Luciele de Souza.

terça-feira, 16 de abril de 2019

Duas Palestras na E.E.E.F. Vicente Freire





O Grupo de Voluntários do Greenpeace de Porto Alegre esteve, nesta terça-feira (16.4.19), na Escola Estadual de Ensino Fundamental Vicente Freire, em Canoas, RS para ministrar duas palestras para aos jovens alunos da instituição de ensino. 

O encontro faz parte do ciclo de palestras do Projeto Escola em parceria com a  Diretoria de Educação e Preservação Ambienta- DEPA da Secretaria do Meio Ambiente em conjunto com a Secretaria da Educação.

O primeiro encontro ocorreu das 10h30 às 11h50 e contou com a participação de 55 alunos do sétimo e oitavo anos, dois professores e a representante do DEPA, Sra. Rosângela K. Perroco. Os temas tratados pelo palestrante do Projeto Escola do Greenpeace de Porto Alegre, Sr. Valdeci C de Souza foram: Mudanças climáticas, aquecimento global, consumo responsável, sustentabilidade, obsolescência programada e a história do Greenpeace com suas ações e campanhas no Brasil e no mundo. 

O segundo encontro ocorreu das 13h30 às 14h40 com a presença de 48 alunos do quarto e quinto anos, dois professores e a Sra. Rosângela. Nesta oportunidade, os temas abordados no bate-papo pelo voluntário Valdeci, foram: Sustentabilidade, consumo responsável, respeito aos animais e ao meio ambiente e reciclagem. Para ilustrar tais temas, foram exibidos vídeos de animação. 

A gurizada foi bastante receptiva nos dois encontros com muitas perguntas e depoimentos. Os alunos dos anos iniciais, sempre muito ativos e participativos, adoraram os vídeos e mostraram-se bastante preocupados com a questão do aquecimento global.


Texto: Valdeci C de Souza
Fotos: Rosângela K. Perroco  






segunda-feira, 15 de abril de 2019

Mobilização Nacional em Solidariedade aos Povos Indígenas


No domingo do dia 14/4/2019, o Greenpeace Porto Alegre, realizou mais um ponto verde. Desta vez foi no parque Farroupilha/Redenção, em Porto Alegre, RS. O tema foi a Mobilização em Solidariedade aos Povos Indígenas. 


Participaram deste evento os voluntários Diego, Emerson, Julia,  Francielle, Luciele, Styphane e Ana. 

O tema é de grande relevância pois buscou mostrar à população a importância da demarcação de terras indígenas, já que eles são os guardiões das florestas.

Os desmatamentos na floresta Amazônica já ultrapassaram há muito tempo os limites do aceitável. 



São as florestas as responsáveis  pela conservação da biodiversidade e da geração de chuvas, haja vista os rios flutuantes. 

Sem florestas, sem água. E como lembrado acima, os índios são os guardiões das florestas. 


Os povos indígenas não se consideram donos da terra, mas sim, consideram-se parte dela. Tiram da terra apenas para seu sustento e não para exploração ou lucro. 

O grupo de voluntários, neste mês do índio e nesta mobilização, chamou a atenção à Sepé Tiaraju. 



Sepé,  foi um guerreiro indígena brasileiro, considerado santo popular e declarado "herói guarani missioneiro rio-grandense" por lei. Chefe indígena dos Sete Povos das Missões, liderou uma rebelião contra o Tratado de Madri.


As camisetas foram pintadas pelos voluntários Diego e Emerson, o stencil foi feita pela nossa saudosa voluntária Denise. 





Além disso, contamos com o auxilio para a arte do banner do nosso querido amigo, do Movimento Preserva Arroio/Preserva Zona Sul, Luiz Moreira

O banner será utilizado para a população deixar seu recado em solidariedade aos povos indígenas.


Os voluntários aproveitaram o ponto verde para também colher assinaturas no abaixo assinado criado para apoio aos nossos índios. 

As assinaturas foram feitas on line. 

Texto: Luciele F. de Souza
Fotos: Julia Freitas e Ana Nelly G. Melgar